sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Antepenúltimo dia do Dakar é marcado por morte

A quinta-feira poderia ter ficado marcada por ter a especial mais longa do Rally Dakar. Também poderia entrar na memória pelos problemas com Carlos Sainz, que praticamente deram o título a Nasser Al-Attiyah nos carros. Mas a principal notícia do dia é bem mais triste: hoje ocorreu a primeira morte do rali.

O carro dos argentinos Eduardo Amor e Alejandro Horacio bateu em um veículo de passeio, resultando no falecimento do condutor do outro carro. Identificado como Marcelo Morales, de 42 anos, o condutor não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital de Tinogasta, no Chile.
 
 Despres venceu nas motos, mas segue atrás de Coma
Foto: Marcelo Maragni
 
Além do acidente fatal, a antepenúltima etapa teve algumas novidades. A começar pela redução em 100 quilômetros do percurso, que teve 522, em razão das chuvas. Nas motos, Cyril Despres diminuiu em 2min11 a vantagem de Marc Coma, depois de vencer a especial de hoje.

O problema é que o francês segue com uma diferença considerável para o regular piloto espanhol – Coma parte para os dois dias finais com 15min59 de frente para Despres. A punição de 10 minutos imposta pelos organizadores complicou bastante a vida de Despres.

Já nos carros, Carlos Sainz viu o sonho de faturar o bicampeonato ficar bem perto do fim depois de uma quebra hoje. Sainz acabou apenas em 14º lugar (a 1h14min50 do mais rápido). Para piorar a situação do espanhol, a vitória acabou com Nasser Al-Attiyah, que já era líder. Agora, o piloto do Qatar lidera com 51min49 para Giniel de Villiers. Sainz aparece em terceiro, a 1h27min27.

Nenhum comentário:

Postar um comentário