segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Rally dos Sertões 2010

Na etapa de hoje, a especial de 330 quilômetros termina dentro da cidade de São Felix de Tocantins (TO). Os veículos são abastecidos e vão para um parque fechado sem manutenção.
Ele é um dos mais temidos adversários do Rally dos Sertões. Desde o início da competição, na última terça-feira, seu nome está entre os mais falados por pilotos, navegadores, integrantes das equipes e jornalistas. E nem tem um veículo excepcional na disputa.

É claro que o dono destas características é o Jalapão, local por onde a sexta e sétima etapas da competição passarão nesta segunda e terça, na temida maratona, onde o apoio mecânico não pode ser requisitado. As duas etapas - entre Palmas, São Félix do Tocantins e Balsas, no Maranhão - totalizam 1.053 quilômetros, sendo que 923 cronometrados.

Os pilotos e navegadores terão apenas meia hora para mexer em seus carros, motos, quadriciclos e caminhões. Este trecho do rali, normalmente, elimina quase 50% dos inscritos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário