segunda-feira, 19 de julho de 2010

Dicas de Saúde - Preparador Alexandre Dantas

Hidratação e o enduro. Parte I

Atividade física regular traz vários benefícios a saúde, porém em condições de intenso calor observa-se um grande desafio ao corpo humano em realizar um exercício físico reduzindo o seu desempenho e aumentando os riscos da desidratação.


No enduro não poderia ser diferente, pois além da atividade física intensa no dia da prova, temos um equipamento (camisa, botas, luvas, protetores, joelheiras, capacete), que evita a ventilação e ajuda no aumento da temperatura corporal. Temos ainda o calor da moto que se transfere por condução para o nosso corpo, a temperatura ambiente e a umidade relativa do ar interferindo diretamente na performance do piloto. Como a produção de calor pelos músculos é proporcional à taxa de trabalho, o esforço físico de longa duração com alta intensidade como se caracteriza as provas de enduro/motocross, apresentam um maior risco. O suor é uma resposta fisiológica do nosso organismo que procura limitar o aumento da temperatura interna, eliminando a água pela pele. No caso da não reposição de líquidos, compensando a perda, poderá ocorrer riscos à saúde bem como prejudicar a performance.


A hidratação adequada antes da corrida, principalmente em dias muito quentes, é essencial para preservar todas as funções fisiológicas. Um déficit de líquidos antes da prova pode potencialmente comprometer a regulação térmica e produzir um maior esforço cardiovascular durante a competição, sem dizer dos possíveis acidentes que podem ocorrer em função da fadiga neuromuscular. A ingestão de 250 a 600 ml de líquidos pelo menos duas horas antes do exercício, irá ajudar a assegurar uma boa hidratação, além de dar tempo para que qualquer excesso de líquido seja liberado pela urina.

*Na próxima semana voltaremos com IMPORTANTES dicas de hidratação para antes e durante a prova.


Nenhum comentário:

Postar um comentário