sexta-feira, 28 de maio de 2010

CBM anuncia nova diretoria de Enduro de Regularidade

(CBM, 28/05) - O Enduro de Regularidade tem um novo diretor nacional. Em função da saída do então diretor, Paulo Melo, o presidente da CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo), Alexandre Caravana, anunciou esta semana a nova diretoria da modalidade: Alfredo Miranda. Presidente da FMC (Federação de Motociclismo do Ceará) e grande nome do esporte no Nordeste do Brasil, Alfredo já era integrante da comissão de enduro de regularidade da CBM, que era composta também por mais dois nomes: Breno Beltrão, presidente da FAM (Federação Alagoana de Motociclismo) e Valdeci Martines, diretor técnico da FPRM (Federação Paranaense de Motociclismo).

Além de ser muito respeitado entre os pilotos, Alfredo Miranda é também um grande conhecedor e entusiasta do sistema de apuração por GPS, que vem sendo item praticamente obrigatório até mesmo em provas regionais. O dirigente já tem na cabeça idéias para aplicar na modalidade, resgatando o prestígio de grandes provas de Enduros do Brasil.

Alfredo Miranda assume como diretor

- Minha praia é o regularidade e estou muito contente com essa missão. Quero fazer algumas modificações, principalmente no Brasileiro, trazendo de volta aquelas provas principais, que têm grande tradição. Claro que são idéias para o próximo ano, afinal estamos com o campeonato de 2010 em curso - disse Alfredo. - Estamos com uma equipe muito boa, e focada no regularidade. Acho que podemos contribuir e muito para o esporte a crescer ainda mais - completou.




Apesar de sempre fazer segredo em relação à principal prova do TCMG, Jacob adiantou algumas informações sobre o levantamento do Enduro da Independência 2010, competição que chega este ano à sua 28ª edição.

- A prova está sendo levantada no Sul de Minas e deve ter sua chegada perto de Belo Horizonte. Estamos na nossa 28ª edição e a tendência hoje dos enduros é fazer provas mais curtas, com muita trilha e pouco deslocamento. Queremos acabar com aqueles dias de 300km cheios de deslocamentos, que obrigam o piloto a encarretar a moto o tempo inteiro. Temos que acabar com isso - ressaltou o dirigente, que já tem mais de 120 pessoas envolvidas no evento.

- Não quero fortalecer apenas o Brasileiro de Regularidade. Acho que podemos ajudar o esporte em todos os estados. Tenho também a idéia de criar uma Copa de Federações, com determinado número de pilotos defendendo as cores de seus estados. Além disso, quero chamar cada federação para conversar e procurar mecanismos de incentivo para a prática da modalidade em cada região. Temos muito trabalho pela frente, mas uma equipe competente e interessada em ajudar o esporte - finalizou Alfredo Miranda.

Foto de Adriano Winckler/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário